O laser  Q SWICH – tem um comprimento de onda em que o alvo é a hemoglobina, tratando as olheiras vasculares. A cada sessão, percebe-se uma melhora gradual.

Quanto ao melasma, até hoje não existia um laser capaz de trata-lo devido à possibilidade de rebote, ou seja, do problema retornar e de forma pior. No entanto, estudos têm apontando bons resultados da nova tecnologia para essas manchas comuns nos rostos das mulheres a partir dos 30 anos.

O tratamento não impede o convívio social e um dos seus efeitos é estimular a produção de novas fibras de colágeno.