A técnica é recomendada para aqueles casos de celulite em graus mais avançados, que não respondem aos tratamentos convencionais. A Subcisão é realizada sob anestesia local. O médico então utiliza uma agulha longa, de ponta cortante, e faz movimentos de vai-e-vem, que liberam o tecido aderido. O procedimento estimula a produção de novo tecido local (rico em colágeno), que preencherá a depressão onde anteriormente estava a celulite.

No caso de rugas, sulcos ou depressões pós procedimento, preenchimentos podem ser feitos no local, para potencializar o efeito da Subcisão.